domingo, 27 de maio de 2012

AS CORES DA SUA AURA


Definição:   A palavra Aura vem do latim e significa "sopro de ar". A aura é um tipo de irradiação energética sutil e luminosa, que emana do conjunto de nossos corpos somáticos físico e psíquicos.



Em geral a aura que é visível, principalmente no escuro, é muito sutil e insensível à percepção normal da maioria das pessoas. Embora seja ignorada pela maior parte dos indivíduos em seus estados normais de consciência, ela é mais facilmente percebida por aqueles que se encontram em condições adequadas de sensibilidade (genericamente denominadas de clarividentes), ou quando em estado mais profundo de consciência, ou transe.



Todos os corpos, quer de organismos vivos ou de objetos inanimados, emanam sua aura própria, sendo a aura humana a que apresenta estrutura mais complexa devido aos elementos emocionais e intelectuais que a compõem.



A aura dos objetos naturais, principalmente aqueles que não estão propensos ao contato humano, apresentam um campo áurico mais simples e mais puro.



Cada aura é única, ou seja, apresenta as características próprias e pessoais de cada individualidade, embora possam apresentar características similares. Cada um dos 8 corpos somáticos humanos possui sua aura própria. Porém, a aura que geralmente conseguimos ver ao redor das pessoas reflete o somatório de todas as emanações energéticas de todos estes corpos, e podem ser decifradas de acordo com o aspecto que é pensamento que estão "desenhadas' ao seu redor, e pelo perfume ou odor característico.



A aura também possui a característica de ser imanente, ou seja, magnética, e isso é importante de ser lembrado para que futuramente possamos compreender outros fatores que determinam as causas das enfermidades.



Ao contrário do que muitos imaginam aura não se encontra em torno de um corpo, envolvendo-o como uma camada luminosa, mas se encontra também no interior de cada um desses corpos, compondo a base sutil de sua estrutura orgânica, embora o termo normalmente se refira à composição energética “emanada” dele.




Cada indivíduo possui uma emanação energética pessoal e única.
Esta camada áurica revela o conteúdo moral, intelectual, emocional e comportamental do indivíduo, bem como suas oscilações de temperamento.




Quanto mais ampla em dimensão é a camada áurica, mais iluminado é o espírito. Quanto maior o seu brilho, maior seu conhecimento, cultura e intelectualidade. Quanto mais perfumada a aura, maior o sentimento de amor. E quanto maior o número de cores emitidas, maior será a aquisição definitiva do espírito.



A leitura da aura dos encarnados e desencarnados possui interpretações diferentes. A aura dos encarnados revela não só os aspectos acima, como principalmente o grau evolutivo no qual estagiam provisoriamente. Suas cores estão mais relacionadas às emoções e pensamentos momentâneos do que propriamente à aquisição definitiva do espírito. Portanto, nos encarnados, as cores da aura humana representarão diversos aspectos, a saber:





1. Branca: Pureza, Simplicidade, Serenidade, Harmonia e Paz Interna.



2. Verde Luminoso: simpatia, intelectualidade, euforia, alegria, controle emocional, jovialidade, empolgação e saúde física.



3. Amarelo: inteligência, cultura, dinamismo, astúcia, destreza mental e força emocional.



4. Laranja: Criatividade, sensualidade, prazer, força vital, alegria emocional, estabilidade e segurança pessoal.



5. Azul Claro: Tranquilidade, ponderação, tolerância, equilíbrio emocional perfeito, estabilidade e calma interior.



6. Violeta: Força moral, visão ampliada, profundidade, sentimentalismo elevado, prudência, mentalismo superior, sabedoria espiritual consciente.



7. Vermelho claro e brilhante: dinamismo, energia e força física, sagacidade, atividade física, saúde e força vital, sensualidade natural, simpatia eloquente, empolgação e alegria esfuziante.



8. Rosa: amorosidade, sinceridade, meiguice, doçura, harmonia emocional, sentimento maternal e protetivo.



9. Dourada: sabedoria plena, cultura e conhecimento plenos, sensibilidade, perfeição moral, divindade.



10. Verde escuro: depressão, angústia, saúde debilitada, tristeza, vícios ( na região onde se localiza a cor), confusão mental e emocional.



11. Vermelho escuro: agressividade, sensualidade e sexualidade extremada e instintiva, imoralidade, crueldade e sadismo, raiva, ódio e irritabilidade, dor física na região onde se localiza.



12. Negra: crueldade extrema e absoluta, mentalidade inferior, baixa moral, instabilidade emocional, torpeza mental, bloqueio da receptividade a qualquer orientação, arrogância e presunção desmedida, ódio.



13. Roxo escuro: vaidade, autoritarismo, falta de escrúpulos, maledicência, insinceridade, eloquência vulgar, irredutibilidade, ganância, desejo de poder, conhecimento mágico utilizado para o mal.



14. Azul escuro: impaciência, caos emocional, confusão mental, distorção de valores, insalubridade mental e moral, demência, incapacidade cognitiva com a realidade, periculosidade, agressividade não externada.



15. Laranja escuro: libertinagem, falta de escrúpulos, comportamento instintivo, reativo e agressivo, baixa moral, personalidade escandalosa, perversão sexual e sadismo, agressividade implícita.



16. Rosa escuro: falta de amor-próprio, ciúme, insegurança, falta de autodomínio, autopunição, martírio emocional e sofrimento intenso.



17. Amarelo escuro: pouca inteligência ,falta de cultura, primitivismo mental e moral, doenças de incapacidade mental tais como mongolismo e esquizofrenia, entre outras; egoísmo extremo, vaidade, orgulho, poder e força moral voltada para a autoglorificação, autoimportância e manipulação mental e moral alheia, falta de generosidade, avareza.



18. Dourado sem brilho: significa queda angélica, ou seja, espírito que galgava alta hierarquia espiritual e que sofre grande queda evolutiva por deixar aflorar antigos defeitos morais e, em experiência encarnatória, busca corrigir-se em difíceis missões dentro da humanidade. Além disso, associa-se a esta cor o mal-uso da sabedoria, o orgulho em excesso e o conhecimento não repartido.





Quanto aos desencarnados ou espíritos, podemos reconhecer as cores de suas emanações energéticas pela aquisição plena de determinadas virtudes, a saber:





1. Branca: purificação, bondade, fraternidade.



2. Amarela: sabedoria e conhecimento parcial, controle parcial da mente inferior e equilíbrio emocional.



3. Laranja: controle da sexualidade e do comportamento instintivo e reativo, criatividade e habilidades artísticas, vitalidade voltada para tarefas de proteção e auxílio à humanidade.



4. Vermelha: alto poder de controle mental, disciplina, força física voltada para a proteção (planetária ou pessoal); controle do instinto, agressividade moral, autoridade e dinamismo.



5. Rosa: amor purificado, amor fraternal e incondicional, harmonia, alto grau evolutivo nas escalas ascendentes, controle absoluto da mente inferior, atuação pelo chacra cardíaco ou chacra do amor, proteção e orientação superior, irradiação cósmica de amor.



6. Azul: pacifismo, harmonia, clareza mental, serenidade, sabedoria, comunicabilidade amorosa, força moral, dignidade e sinceridade.



7. Verde: dons de cura, paz, harmonia, amor fraternal, pureza emocional, conhecimento parcial, intelectualidade e inteligência descomunal. Facilidade de comunicação, Dom para lidar com as massas, pacifismo e poder de manipulação mental.



8. Violeta: alta intelectualidade e inteligência incomum, grande conhecimento, alto grau hierárquico espiritual, completo domínio mental, sobre si mesmo e alheio; poder mágico; facilidade de comunicação, vigor mental, astúcia, amor incondicional, moral quase perfeita.



9. Dourado: divindade, perfeição moral, alta intelectualidade, conhecimento total, alto grau hierárquico de comando, superioridade moral e intelectual, sabedoria; completo domínio sobre o instinto, a mente reativa e a emoção desregrada. São as cores dos Mestres e Mestras que interagem entre o plano divino e o humano.





Nota: Todas as auras sem brilho, escuras e a aura negra dos desencarnados revela aspectos opostos aos da virtude, sendo a aura negra a representação máxima da vilania, crueldade e maldade absoluta.





Estas são apenas indicações superficiais. Num estudo mais profundo, pode-se detectar toda a história, grau evolutivo, intenção, pensamento, emotividade, pureza, sinceridade ou mesmo os diversos quadros enfermiços de um indivíduo apenas pela observação de suas emanações energéticas. Podemos saber absolutamente TUDO sobre um indivíduo apenas pelo estudo detalhado de sua aura energética, mas isso faz parte de um estudo mais vasto, complexo e profundo.





Cristina Cereja

Um comentário:

  1. Parabéns! Gostei muito de ter pesquisado en Terapia Espiritual de Cura

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...